Coreografias / Choreographies
Direcção Artística: Carlos Manuel Oliveira
Coreografia e Performance: Carlos Manuel Oliveira, Elizabete Francisca, Luís Guerra
Instalação: Tiago Gandra
Produção: COTÃO, Associação Cultural
Co-produção: Santarém Cultura
Apoio: Fundação GDA
Residências: 23 Milhas (Ílhavo); Luzlinar (Feital); Companhia Olga Roriz (Lisboa); Santarém Cultura (Santarém).
Perguntar o que significa criar não é o mesmo que perguntar o que criar significa. E por muito se confundirem estas duas questões, é comum achar-se que criar corresponde à satisfação de um significado e de uma identidade. É escusado reiterar o estado de coisas a que isto nos trouxe. Mas importa afirmar que, perante a actual falência da volição enquanto força de ordenação do mundo, será inteligente e sensível desistir da previsão e do controle enquanto modos prevalentes de relação com a alteridade. Esta performance é uma reflexão coreográfica acerca desta afirmação.

Estreia a 22 e 23 de Junho na Sala de Leitura Bernardo Santareno em Santarém.
TRIADIC (2012)
CRIAREI APENAS O QUE NÃO CONSIGO IMAGINAR (2019)
WHITE TIGER (2010)
FERLOSCARDO (2006)
GARMENT (2007)
CIRCULARITIES (2009)
MEYOUIT (2008)
CQNV, CQNR (2011)
CIRCO (2004)
POINT TO ONE END (2013)
DDDA (2017)
PROPOSIÇÕES (2018)
Copyright © 2019 CMO. All rights reserved.
O QUE NÃO CONSIGO (2019)